terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Roubada da mesmice♥♥♥

Acostumada a minha vida comum, atolada em uma rotina esmagadora e sem sonhos. Chega-me você. Dominador conhecedor do poder que tens nas mãos. Armado de palavras com uma entonação perfeita, que me arrasta ao delírio. Rouba-me em uma manhã calma e sem emoção, e me conduz a um dia de loucuras aprazíveis. Eu fingindo uma inocência de menina, me permito ser domoninda, não a como lutar contra seu olhar gulhoso, sua boca desejosa pelo meu sabor. Não ofereço nenhuma resistência e me amoleço em seus braços. Já entro nesse duelo sabendo que não teria forças para resisti-lo.Seu sorriso largo, seu olhar malicioso, que me devora antes mesmo de me tocar, é inútil tentar fugir dos seus apelos encantadores. Sua voz ressoa dentro de mim, deixando meu corpo flexível aos seus comandos. Sou tomada por seu beijo covarde, que deixa minha pele febril e rouba minha alma. O seu toque sabe fazê-lo necessário e aceito. Seus feitos são perfeitos me deixa enlouquecida e me fascina, realizo seus desejos mais escusos. Então me aposso do seu pênis e o devoro, saboreio como se fosse a mais rara iguaria, desesperada minha língua percorre entre suas coxas até arrancar de você um gemido enlouquecedor. Agora me tens. Vou recebê-lo em minhas entranhas. Eu desejosa para que você tomasse um atalho em meu corpo acabando logo com a minha aflição, mas você dar votas me deixando inebriada de tanto excitação. Toma meu sexo com sua boca sedutora e com o deslizar de sua língua deixando meu corpo trêmulo. Momento esperado de receber seu corpo sobre o meu, e me invadir com autoridade, e eu o recebo com ousadia. Meu prazer te enlouquece e me arromba como salteador, dominada em baixo de você recebo nocauteada suas socadas frenéticas. Meu olhar percorre todo seu rosto fazendo reservas de lembranças. Já vencida vem você como um animal e me toma por trás, puxa meus cabelos, sussurra em meus ouvidos palavras obscenas que me leva ao êxtase, não sei mais onde meu prazer começa, mas com você nunca termina. Leva-me ao mundo de delicias ainda desconhecido, voluptuoso você me levou a ter um prazer anal magnífico, nosso beijo final agora misturado com nossos gostos e banhado de suor. Assim em uma manhã, fui roubada para amar, enchendo minha vida de um súbito momento de prazer. Não quero que me tires nada, mas me roube da mesmice, qualquer hora do dia vou ser sempre sua. Só não entre na minha vida, não vou fazer das nossas horas algo corriqueiro. Seguirei assim em uma rotina fatigante a espera do meu bandoleiro para tomar de açoite o meu dia, e eu como menina inocente não fugirei do perigo.
videos

2 comentários:

jefferson bleck disse...

amei o conto marcia vc retrtatou um uma vontade um desejo de sentir essas sençoes q nao e raro hj em dia vc foi bem profunda no asunto amei marcia meus paranbens

pricila disse...

Oii amiga adorei, muito lindo... Parabens!!! te adoro ja sou sua fã numero 1