domingo, 2 de novembro de 2008


SEM VOCÊ


Sem você as palavras me fogem, meus pés perdem o eixo, meu mundo se torna confuso. Enlouquecida permito que meus pensamentos, te procurem em outros braços, e te arranque um abraço. Distante de você, me agarro a qualquer lembrança que me traga você. Meus sentidos ainda conectados a sua vida, me traz sensações experimentadas em nossas senas de amor, minha boca esta sedenta pelo seu gosto, meus olhos mesmo fechados contemplam sua beleza, teu cheiro de macho esta impregnado em mim, meu dedos sabem desenhar cada parte do teu corpo sedutor.
Você esta trancado no meu peito, achou a porta aberta e ao entrar em mim te fechei. Ainda sinto minhas mãos faminta percorrer cada parte do seu corpo,deslizando suave pelo teu rosto,tocando seu abdome,agarrando seu pênis,e como uma louca me alimentar de você.Me vem a boca o gosto de quando te suguei ,intumescidos meus seios desejosos por uma lambida sua ,faz meu corpo gritar seu nome,mas e o silencio que me responde...
Pensamento traz você a mim, te sinto como um arrombador adentrando em mim, sua respiração que ainda sinto em minha nuca, e nunca deixei de sentir a emoção dos seus dedos entrelaçados em meus cabelos, enquanto me possuías por traz, e eu obediente me sucumbia ao prazer.
Meu corpo era sua morada, não havia lugar proibido pra você, eu não era tomada, de bom grado me entregava aos seus desejos, alucinada de excitação.
Não entendo sua distancia meu corpo mantém o hábito de se preparar para recebê-lo, exala cheiro de cio, fica úmido, faminto, mas sem você.
Sua ausência me faz desesperada busca o gozo, que já recebera de mim, sinto seu pênis entrando em mim, sua língua acariciando a minha. Desejo como louca seu corpo sobre o meu,nossa manobras sincronizadas,e a perfeição do prazer.
Minha vagina ardente agora sente o furor dos meus toques, te sinto dentro de mim, meu corpo suplica não pare!Tento eu mesma reproduzir seus toques, exploro cada parte do meu corpo, sinto sua presença cada vez mais forte, assim chego a um brutal orgasmo, embriagada de prazer sussurro seu nome baixinho, e repetidas vezes dizer te amo...
Sem você, e ficar encolhidinha, querendo um afago, então deixo cair uma lagrima, e tentar convencer meu corpo, que aquele gozo foi você quem garimpou.

3 comentários:

marcelo disse...

muito bom ,parabens gostei muito

marcelo disse...

Beijos

jefferson bleck disse...

linda mensagem amore vc e d+++
sabe comu deixar as pessoas loukas